O QUE É O ESPAÇO HUMANAR?

O Espaço Humanar é um espaço cultural dedicado a arte relacional e ao colecionismo de experiências.

E O QUE É ARTE
RELACIONAL?

Arte relacional é uma experiência social construída por um artista. A arte relacional cria um momento social, uma experiência, um evento onde, o que acontece entre as pessoas, excede a qualidade de uma obra de arte física.

O QUE É HUMANAR?

Humanar é humanizar, é vivenciar
uma experiência em arte relacional,
uma experiência construída com o
fim de humanizar o participante.

QUEM É O PÚBLICO DO ESPAÇO HUMANAR?

O visitante do Espaço Humanar é diferente dos outros. Se ele não era diferente, ele se torna depois de passar por lá. O visitante do Espaço Humanar é um colecionador de experiências. O Espaço Humanar é um mediador de experiências.

QUEM NÃO É O PÚBLICO DO ESPAÇO HUMANAR?

Os humanoides. Quem não frequenta o Espaço Humanar não coleciona experiências, não se humaniza, vira humanoide. Quem frequenta, se humaniza, e promove a humanização (tão rara hoje em dia…). Quem frequenta não participa da tendência de diluição das qualidades humanas. Quem frequenta nutre.

Exemplo de Post

Este é um exemplo de post. Aqui deve-se editar conteúdos como exposições, releases, galerias, notícias.

Exemplo de Post

Este é um exemplo de post. Aqui deve-se editar conteúdos como exposições, releases, galerias, notícias.

Exemplo de Post

Este é um exemplo de post. Aqui deve-se editar conteúdos como exposições, releases, galerias, notícias.

 O programa de exposições do Humanar é viabilizado
por um programa de parcerias entre artistas e colecionadores
mediado pelo escritório. Seis a oito propostas de artistas 
e parceiros da direção do espaço são realizados a cada ano.

O programa dá ênfase a projetos que promovam maior
integração entre artista e público, potencializem a criatividade
dos visitantes, e abordem temas de inclusão social, cultural e de gênero, 
e, não se limitem ao espaço expositivo.

  SET/16  

  SOBRE  

Sed ut perspiciatis unde omnis iste unde omnis iste natus error.

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit.

  ASSISTA  

  LEIA  

O Norte: O museum em movimento (Link)
Correio da Cidade: Lafaietense encarna o camelô de Inhotim (Link)

  OUÇA  

Entrevista sobre o Fiotim para a rádio CBN (Link)

  OUT/16  

  SOBRE  

Sed ut perspiciatis unde omnis iste unde omnis iste natus error.

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo. Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit.

  ASSISTA  

  LEIA  

Vaidapé: Pixo é a retomada da cidade por parte dos excluídos  (Link)
O Viés: O Pixador é o artista que transcendeu as telas (Link)
BrutForce: The Brazilian Artist Legitimatizing Pixação in the Arts (Link)
Risk Underground: Entrevista: Cripta Djan (Link)

 A programação de palestras do Humanar é construída
com o objetivo de promover maior compreensão do público
dos projetos expositivos do espaço. A seleção dos temas
e artistas favorece, mas não se limita, aqueles relativos
a arte relacional e inclusiva.  

  AGO/16  

> PHILIPPE>
>PARRENO>  

  SET/16  

 >PIERRE>

 >HUYGHE> 

  OUT/16  

>GABRIEL>
>OROZCO>

  OUT/16  

 >LIAM>
>GILLICK> 

Os eventos do Humanar são criados com inspiração em eventos marcantes da história da arte que envolveram a comida como suporte artístico, ou fator de mediação do relacionamento entre os participantes.

Essas experiências sociais são desenhadas por artistas e, além da comida, podem incluir objetos relacionais como o ‘Tira o Alvo’ do artista Jorge Fonseca.

O Humanar tem como fonte de inspiração para o programa de eventos as obras denominadas  tecnicamente como ‘estética de relacionamento’, termo criado pelo critico Francês Nicolas Bouriaud.

LEIA

Hyperallergic: WTF is… Relational Aesthetics? (Link)

Folha Ilustrada: Bourriaud analisa artes plásticas sem temor nem preconceito (Link)

G1: Discutindo a relação na arte contemporânea (Link)

ASSISTA

“Modern Connections” por Nicolas Bourriaud. Palestra, 2015

(11) 3047 3047 / Rua Brigadeiro Galvão 996 / contato: info@humanar.art.br

VISITAÇÃO

Quinta e sexta-feira das 12h às 18h;
Sábados e domingos das 11h às 17h;

COMO CHEGAR

Metrô: Descer na estação Barra Funda
do Metro, linha Leste / Oeste.
Sair pela saída Avenida Francisco Matarazzo.
Caminhar a esquerda depois da saída ao longo do
Memorial da América Latina com as indicações do mapa.

2016 © Humanar.
Todos os direitos reservados.

Imagens de obras, autores e artistas utilizadas como divulgação.
Os direitos autorais de quaisquer obras ou pessoas
aqui representadas são respectivos aos mesmos. 

Desenvolvido por wearesquare.